Ex-aluno do Projeto Grael alcança segundo-lugar no Desafio Solar

O Projeto Grael tem histórico de participar e colaborar em ações ambientais, por isso mesmo topou participar do evento “Desafio Solar Brasil”, um evento que conecta ciência, educação, cultura e esporte dentro de uma proposta de sensibilização quanto às fontes de energia limpa e sustentável.

A competição é uma disputa de barcos movidos a energia solar, que visa estimular o desenvolvimento das tecnologias em embarcações, e, essa edição ocorreu na enseada de São Francisco, em Niterói, entre os dias 16 e 22/03.

Além de participar do evento dando apoio e colaborando na organização, indicamos um de nossos alunos para pilotar o barco da equipe Araribóia da Universidade Federal Fluminense (UFF).

O escolhido foi o educando Alechander Lopes de Oliveira, que foi aluno e jovem aprendiz no projeto Grael, e encaminhado para o trabalho na BR marinas, aonde atua até hoje como operador de cais, o que faz ele ser mais do que qualificado com noções claras de todas as funcionalidades desse novo tipo de embarcação.

Ao todo, foram catorze equipes de vários estados que competiram, e depois de sete dias de eventos, e muitos desafios, Alechander conseguiu alcançar a 2ª colocação na classificação geral no Desafio Solar – Niterói, conseguindo repetir o resultado de 2009, quando a competição aconteceu na cidade de Paraty.

Projeto Grael e Petrobras iniciam parceria para a inclusão social de crianças e adolescentes

A Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, inicia a parceria com o Instituto Rumo Náutico e irá apoiar o Projeto Grael – Mar de Oportunidades. Com o investimento de R$ 3,8 milhões e apoiado via Lei de Incentivo ao Esporte e a Cultura do Estado do Rio de Janeiro, o projeto atenderá, nos próximos dois anos, mais de 600 crianças e adolescentes de comunidades vulneráveis de Niterói, São Gonçalo e Maricá.

“Na Petrobras, acreditamos que o esporte é uma ferramenta potente de inclusão social quando associado a atividades de educação e formação profissional. Por meio desse projeto, as crianças e adolescentes desenvolverão competências de trabalho em equipe, disciplina, importância da inclusão de pessoas com deficiência e ainda contarão com atividades de educação ambiental, além da prática esportiva em si e das oficinas profissionalizantes para jovens. Com o início dessa parceria, contribuiremos para o desenvolvimento destes pequenos cidadãos, dando oportunidades e proporcionando a chance de um novo aprendizado”, diz Marcela Levigard, Gerente de Projetos Sociais da Petrobras.

Para começar, o Projeto Grael está com as inscrições abertas para 15 turmas do primeiro semestre: natação, vela, canoagem e oficinas profissionalizantes de carpintaria, mecânica e eletroeletrônica com foco em energia solar. Ao todo, serão selecionados 190 alunos em situação de vulnerabilidade social, entre 9 e 29 anos. O início das aulas está previsto para dia 21 de março e acontecerão na sede do Instituto Náutico, em Niterói. Os interessados devem conferir os requisitos e documentos necessários para a inscrição no site www.projetograel.org.br.

“Com a parceria, conseguiremos ampliar o número de crianças e adolescentes atendidos. Estar entre os projetos sociais apoiados pela Petrobras representa uma chancela pelo reconhecimento de anos de trabalho, pois conhecemos a seriedade da seleção e do trabalho desenvolvido pela companhia”, afirma Joanna Dutra, gerente executiva do Instituto Rumo Náutico.

Ao longo do ano, novas atividades serão oferecidas. Todas divididas em três pilares: esporte educacional, iniciação profissionalizante e meio ambiente. Em esportes, por exemplo, estão previstas, por semestre turmas de natação, de vela (básico e avançado) e canoagem.

Para os jovens de 18 a 29 anos, visando à capacitação profissional e à geração de oportunidade de renda, serão oferecidas oficinas voltadas para o setor náutico como carpintaria, mecânica e eletroeletrônica. “Este setor mantem um amplo e diversificado mercado direto e indireto, com alta demanda de profissionais capacitados, mas com deficiência de cursos de capacitação específica. A missão do Projeto é promover o acesso aos esportes náuticos como instrumentos de educação, de estímulo à profissionalização, de construção da cidadania e de inclusão social”, acrescenta Joanna.

Já em Meio Ambiente, o foco será a Baía de Guanabara e serão oferecidas atividades educativas com os moradores, escolas e creches da região, como oficinas sobre lixo flutuante e de reciclagem, rodas de conversas, ações de limpeza das Praias de Jurujuba etc.
 
Sobre o Projeto Grael

Fundado em 1998 pelos medalhistas olímpicos Lars Grael, Torben Grael e Marcelo Ferreira, o Projeto Grael é uma organização não–governamental (ONG) que tem como objetivo democratizar o acesso de jovens à prática do esporte da vela e, dessa forma, contribuir para a transformação social na vida dos seus beneficiários.

Desde a sua fundação, anualmente cerca de 700 jovens e crianças da rede pública de ensino, entre nove e 29 anos, estão sendo educados por meio da vela, natação e canoagem e preparadas para o mercado de trabalho. Além do esporte educacional, a partir dos 18 anos, os jovens passam a frequentar as oficinas náuticas – Capotaria, Carpintaria, Fibra de vidro, Mecânica de motor diesel, Mecânica de motor de popa e Instalações eletroeletrônicas para barcos. A instituição também disponibiliza biblioteca, aulas de educação ambiental e Inclusão digital aos alunos, além de aulas de marcenaria para crianças. Tudo gratuito.
 
Programa Petrobras Socioambiental

Por meio do Programa Petrobras Socioambiental, a Petrobras apoia soluções socioambientais em temas relevantes para a indústria de óleo e gás e para os territórios onde atua, em todo o país, através de parcerias com organizações da sociedade civil. São apoiadas iniciativas voltadas para a geração de emprego e renda; para o preparo para o exercício da cidadania; para o atendimento de crianças e adolescentes; para a conservação da biodiversidade costeira e marinha; e para a recuperação de florestas e áreas naturais, entre outras.

As matriculas para participar do projeto “mar de oportunidades “estão abertas com vagas em todas as turmas, com início das aulas ainda esse mês.

Maiores informações acesse: https://linktr.ee/projetograel

PROJETO GRAEL faz 23 anos, comemorando com muitas atividades

Hoje, comemorando seus 23 anos de criação, o Projeto Grael estará realizando várias atividades com seus alunos, entre elas um bate papo sobre a importância do meio ambiente e da baia de Guanabara, uma regata ecológica e aulas especiais. 

Sempre focando sobre a importância da preservação do meio ambiente seus professores tem realizado dinâmicas em grupos, com seus alunos, sobre o tema.

O que é o Projeto Grael?

Fundado em Niterói, em 1998, pelos medalhistas olímpicos Lars Grael, Torben Grael e Marcelo Ferreira, o Projeto Grael é uma Organização Não Governamental (ONG), que tem como objetivo democratizar o acesso de jovens à prática do esporte da vela e, dessa forma, contribuir para a transformação social na vida dos seus beneficiários.

Desde a sua fundação, anualmente cerca de 700 jovens e crianças da rede pública de ensino, entre nove e 29 anos, estão sendo educadas por meio da vela, natação e canoagem e preparadas para o mercado de trabalho.Além do esporte educacional, a partir dos 18 anos, os jovens passam a frequentar as oficinas náuticas e são apresentados a alguns ofícios relativos às embarcações, como capotaria, carpintaria, fibra de vidro, mecânica de motor diesel, mecânica de motor de popa e instalações eletro–eletrônicas para barcos. A instituição também disponibiliza biblioteca, aulas de educação ambiental e inclusão digital para todos os alunos, e aulas de marcenaria para crianças. Tudo gratuito.

Martine Grael visita o Projeto após medalha de ouro

A medalhista olímpica Martine Grael visitou novamente a sede do Projeto Grael, na tarde de quinta-feira (12), para participar de um bate-papo com os alunos, respondendo a suas dúvidas sobre o esporte e o caminho a ser trilhado. No final do encontro, a campeã fez um discurso inspirador para que os futuros velejadores persistam independente dos empecilhos que surjam e nunca desistam de seus sonhos.

O Projeto Grael, em mais de seus 20 anos de história, já recebeu centenas de crianças oriundas de escolas públicas, ensinando sobre todos os processos relacionados à prática da vela e da canoagem, desde a teoria até as práticas e oficinas. Utilizamos nossos barcos como instrumento de educação e formação cidadã. Os atributos praticados por um velejador constituem valores humanos.